Fotografias ajudando a divulgar ciências e democratizar o acesso às informações e ao conhecimento.

quinta-feira, 11 de maio de 2017

Rastro de luzes


Toda foto só existe por conta da luz. Pois é ela entra na câmera e ao entrar em contato com um material foto sensível produz a imagem que vemos. É possível controlar a quantidade de luz que entra na câmera de diversas formas.
Para produzir uma longa exposição, você aumenta o tempo que o obturador, o mecanismo acionado na hora que você dá o clique, fica aberto, expondo o sensor à luz que passa pela lente.


Como o nome indica, você tem uma longa exposição quando o tempo em que o obturador permanece aberto é longo, normalmente de alguns segundos (e não pequenas frações de segundos).
Com essa técnica foi possível realizar esta fotografia dos rastros dos faróis de carros que passavam pela avenida.
Quanto mais escuro estiver o ambiente, mais fácil será captar o movimento das luzes.



Imagem de Mônica Rocha Coutinho, cedida para a III Exposição Fotografia & Ciências, realizada na UFSCar Campus Araras no 2 semestre de 2016.

Destaque

Lepdoptera

As borboletas pertencem à ordem Lepdoptera que possui cerca de 150.000 espécies, sendo a segunda maior ordem de insetos. Esses insetos p...

Confira os posts mais visitados